Aritana | Curiosidades
15695
post-template-default,single,single-post,postid-15695,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-12.1,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive
 

Curiosidades

Curiosidades

Você sabe como é feita a pipoca doce?

A matéria prima utilizada é o milho de canjica. Primeiro, é feita uma limpeza especial. Em seguida, os milhos são levados para canhões de expansão, que conseguem transformar a canjica em pipoca, bem sequinha e crocante. A próxima etapa é de caramelização, que acontece em um cilindro giratório, que tem um melado composto por água e açúcar. Após estarem devidamente adoçadas, é hora de assar. Temos assim, pipocas docinhas e muito crocantes. Agora é só embalar e transportar até os AriFãs!

Como surgiu a cocada no Brasil?

Apesar de não ter uma origem muito clara, dizem que a cocada é um doce criado pelos escravos, que desfrutavam de coco ralado com açúcar mascavo cozido. Alguns estudos indicam que o doce surgiu na Bahia e depois foi espalhado para o resto do país.

Independente de quem criou, durante muito tempo, eram as donas de casa que o cozinhavam e vendiam na rua. Quando caiu no gosto popular, começou a ser fabricada de maneira industrial, para ser vendida em supermercados, mercearias, restaurantes, etc. Agora, tem cocada em quase todos os lugares do Brasil. Ainda bem.

De onde vem o nome “pé-de-moleque”?

Acredita-se que existem duas versões para as origens do nome. A primeira conta que as cozinheiras, enquanto faziam os doces, eram rodeadas de crianças tentando pegar. Quando conseguiam roubar um pouco, as cozinheiras gritavam “Pede, moleque!”

A outra afirma que o doce parece com pé de moleques que corriam e brincavam na rua e, assim, ficavam cheio de calos, como se fossem os pedaços de amendoim.

Como o Xipão é fabricado?

O Xipão é um salgadinho extrusado, isso quer dizer, que sua fabricação é feita numa máquina extrusora. O primeiro passo é fazer uma mistura composta por água e farinha de milho, que é direcionada para a tal máquina, onde há uma grande pressão que dá a forma escolhida aos salgadinhos. Em seguida, eles entram em contato com uma pressão mais baixa, causando uma explosão, que deixa com aquela massa aerada que a gente adora.

No Comments

Post A Comment